PROJETOS ÂNCORA

 

Valorização e Gestão de Resíduos: Criação de Subprodutos

 

Promotor - EDC Mármores

 

Descrição do Projeto:

 

Na Zona dos Mármores (ZOM), existe a maior concentração de unidades extrativas e de transformação de rochas ornamentais. O forte incremento de produção que se verificou entre as décadas de 70 e 90, realizado na maior parte dos casos sem um planeamento estratégico do uso do território, aliada à escassez de matéria-prima considerada de “qualidade” originou um elevado passivo ambiental. A realidade sectorial, no que diz respeito aos resíduos gerados pela atividade extrativa e transformadora pode ser resumido no seguinte:

  • Elevados constrangimentos no acesso às frentes de exploração;
  • Reduzida capacidade de procura e implementação de medidas de valorização dos resíduos;
  • Existência de diversas situações com impacte paisagístico, ocupação de áreas não licenciadas, segurança insuficiente, ocupação de áreas com interesse económico e estrangulamentos da boa funcionalidade e prática mineira.
  • Taxa de aproveitamento do material extraído muito baixa, levando a que o volume dos materiais para aterro atinja valores muito elevados.

 

Tendo em vista a resolução do passivo ambiental existente na região respetivo à enorme acumulação de resíduos de forma desordenada, em particular no que respeita às escombreiras, o Plano Regional de Ordenamento preconizou a delimitação de Unidades Operacionais de Planeamento e Gestão (UNOR’s), e em cada uma das UNOR’s, Áreas de Deposição Comum (ADC´s). Estas áreas vêm ao encontro de um grave problema de difícil resolução a nível individual por parte de cada empresa e têm como objetivo a armazenagem, tratamento e escoamento dos resíduos da indústria extrativa e transformadora, designadamente, escombros, lamas e sucatas.

 

A constituição de ADC’s com a consequente regulamentação que restrinja a deposição de escombros em zonas exteriores a estas áreas e o aproveitamento de subprodutos para outros fins, constitui uma prioridade para que se possam viabilizar as outras medidas recomendadas no plano de ordenamento.

 

Prevê-se que as ADC`s venham a satisfazer as necessidades das empresas do sector no que respeita ao escoamento de todas a tipologias de resíduos produzidos, prevendo-se, numa primeira fase a receção de todo o ativo produzido, e gradualmente, do passivo existente na região, designadamente das escombreiras localizadas sobre áreas de interesse económico.  

 

Tecnicamente, as ADC`s irão obedecer aos seguintes critérios:

  • Corresponder às necessidades de deposição das empresas do sector, servindo o maior número possível de unidades extrativas, quer quanto ao volume de escombros e resíduos que comporta, quer quanto à localização das áreas de deposição;
  • Possuir capacidade de reciclagem e valorização dos resíduos recebidos, procedendo à sua monitorização.
  • Possuir condições de deposição separada dos diferentes resíduos armazenados (escombros de mármore, lamas de mármore, terras e solos de cobertura).
  • Possuir infraestruturas e meios adequados ao seu funcionamento, instalações, cais de descarga, parques, segurança, equipamento de pesagem, zonas de stockagem e de expedição.
  • Possuir áreas de proteção ambiental: faixas arbóreo-arbustivas; áreas naturais a manter; áreas de armazenamento de terra vegetal.

 

Atualmente, é sobre a Unidade Operativa de Planeamento e Gestão de Borba/Barro Branco/Ruivina (UNOR 2) que foi construída a primeira Área de Deposição Comum, definida no referido PROZOM como ADC3, numa área de cerca de 20 ha, identificada como prioritária no Estudo Global da UNOR 2.

 

A ADC de Borba está concebida para receber todas as tipologias de resíduos do concelho embora, no que concerne aos materiais das escombreiras, apenas vocacionada para a sua valorização mediante a produção de tout venant/britas para obras de construção civil.

 

A estratégia de atuação em novos projetos será sustentada na operacionalização da ADC da Vigaria - Vila Viçosa, passando pela diversificação da atividade industrial, em matéria de reutilização e valorização dos resíduos produzidos e acumulados em escombreiras, através do aumento da cadeia de valor da extração de mármore.

 

 

Objetivos do Projeto

 

Consolidação gradual de novas utilizações para os subprodutos da extração e transformação das pedras naturais, viabilizando o seu aproveitamento económico através da conceção do novo layout a implementar na construção da Área de Deposição Comum da Vigaria.